UM CORAÇÃO AGRADECIDO EM TODO TEMPO

Quando Paulo e Silas foram presos por pregar o evangelho, eles foram açoitados, jogados em uma prisão romana e foram acorrentados pelos pés. Lá estavam eles, acorrentados no escuro, num calabouço úmido e fedorento. Então o que eles fizeram? A Bíblia diz que à meia-noite, Paulo e Silas começaram a cantar louvores a Deus: “Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam.”(Atos 16.25). Só um verdadeiro cristão pode fazer isso. Eles deram graças, porque Deus estava no controle.

E a história de Jó? Em um terrível dia ele perdeu sua família, seus bens e sua saúde em questão de horas. Tudo se desfez. E quando tudo foi por água abaixo, o que ele fez? Será que Jó amaldiçoou a Deus? Não. A Bíblia diz que ele se curvou e adorou a Deus, dizendo: Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!”(Jó 1.21).

Não devemos adorar a Deus porque estamos de bom ânimo ou porque desejamos obter uma bênção. Não. Devemos adorá-lo apenas com o objetivo de exaltá-Lo, engrandecê-Lo e louvá-Lo por sua dignidade. Alegremo-nos sempre no Senhor e tenhamos o coração agradecido por tudo, em toda e qualquer circunstância: “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” (1 Tessalonicenses  5.18).

Rev. Ronaldo P. Mendes

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*