O PERIGO DO ATEÍSMO

Quando Deus criou o homem ele colocou em seu coração a semente da religião. Nenhum homem é ateu por natureza. Nenhum homem vem ao mundo sem essa semente. O homem, por ser criado por Deus, possui um senso do divino. Ele tem consciência que existe um ser superior a ele. Um exemplo disso encontramos na Bíblia em Atos 17. O apóstolo Paulo no Areópago de Atenas mostra que os homens mesmo sem terem a luz da Palavra de Deus, possuem o senso de divindade dentro de si. Embora o homem tenha esse senso, a criação e a Palavra revelem a pessoa e obra de Deus, sua grandeza e unidade, há diversas formas de tentar negar a existência de Deus. Essa tentativa é fruto da corrupção, da alienação, da ignorância, da rebelião, e da perspectiva distorcida que o homem tem de Deus e do mundo. O ateísmo é a tentativa de negar a existência de Deus. Quando começou o ateísmo?

O NASCIMENTO DO ATEÍSMO

O ateísmo veio do coração pecaminoso que o homem passou a ter : “Visto como se não executa logo a sentença sobre a má obra, o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto a praticar o mal.” (Eclesiastes 8.11) – Nesse verso a palavra “coração” no singular, parece indicar que toda a humanidade tem um só coração. O mundo ignora a existência de Deus, e isso é fruto do coração pecaminoso. Ele vive lutando para provar que Deus não existe.

Veremos a seguir as duas formas de tentativas de negar a existência de Deus, o ateísmo teórico e o prático.

1) ATEÍSMO TEÓRICO – São os que negam a existência de Deus, mas tem um nível intelectual mais elevado.

Com a cosmovisão iluminista do século XVIII, homens e mulheres usavam argumentos racionais para justificar a sua negação de Deus (ex. Wolff, Lessing {arte e religião}). Nos tempos seguintes as frases que ecoaram e ainda ecoam são as seguintes: “Acreditar é mais fácil do que pensar. Daí existem muito mais crentes do que pensadores.” (Bruce Calvert); “A inspiração da Bíblia depende da ignorância da pessoa que a lê” (Robert G. Ingersoll, político e professor Americano) e uma última frase: “A religião é o ópio do povo”(Karl Marx). Isso na verdade é o que o apóstolo escreveu: “Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos” (Romanos 1.22).

O ateísmo teórico nas Escrituras: “Diz o insensato no seu coração: Não há Deus. Corrompem-se e praticam abominação; já não há quem faça o bem.” (Salmo 14.1) – Este salmo trata da corrupção do homem pós-Queda. Vejamos:

“Insensato” – Esse termo descreve o ímpio. O insensato é aquele que perdeu sua sabedoria, e a noção correta dos valores. De fato, o ateu é um grande tolo, tentar negar o que não pode ser negado. Até mesmo o diabo crê na existência de Deus (Tiago 2.19).

“diz …no seu coração” – Na mentalidade hebraica, o coração é o centro da personalidade humana. Aqui o ímpio não diz com sua boca, mas no coração. Ele cogita secretamente a negação da existência de Deus.

“não há Deus” – Aqui está a luta para negar o inegável. Essa é a raiz de Adão. Quando Adão pecou contra Deus, ele quis fugir de sua presença, ele sabia que Deus existia, mas tentou esconder-se de Deus (cf Gênesis 3.8). A negação de Deus é um meio de esconder-se dele.

2) ATEÍSMO PRÁTICO

O Antigo Testamento e o ateísmo prático

“O perverso, na sua soberba, não investiga; que não há Deus são todas as suas cogitações.” (Salmo 10.4) – Nesse verso vemos que Deus não está no pensamento do ímpio, vivem alienados como se não houvesse Deus. No mesmo salmo vemos que esse ateu nega a ação de Deus no mundo. “Diz ele, no seu íntimo: Deus se esqueceu, virou o rosto e não verá isto nunca… Por que razão despreza o ímpio a Deus, dizendo no seu íntimo que Deus não se importa? (Salmo 10.11,13).

O Novo Testamento e o ateísmo prático – Veja o texto: “naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo.”(Efésios 2.12) – Aqui é o único lugar na Bíblia que encontramos a palavra ateu, ou “atheos” sem Deus. Os ateus práticos não negam necessariamente a existência de Deus com suas palavras, mas vivem como se Deus não existisse. Assim viveram os gentios nos tempos de Paulo.

Outro texto: “No tocante a Deus, professam conhecê-lo; entretanto, o negam por suas obras; é por isso que são abomináveis, desobedientes e reprovados para toda boa obra.” (Tito 1.16) – Estes homens são desviados da verdade (v. 14b). O contexto nos mostra que o homem esquece de Deus.

CONCLUSÃO E APLICAÇÃO: Pensadores como Friedrich Nistzhche (filósofo alemão 1844, filho e neto de pastores) disse que “não há Deus que proteja o homem”. Ele via as adversidades do mundo e deduzia que Deus parecia não importar.

O ateu prático, sabendo que Deus existe, vive uma vida como se Deus não existisse (cf Gênesis 6.5). Sabendo que há um Deus, mas não o aceita (cf Romanos 1.21-23). Desde a Queda, a tentativa do homem é banir a Deus de seu pensamento.

Tome cuidado com o ateísmo, para que ele não se manifeste em seu coração, e você passe a viver como se Deus não existisse. Existe um movimento racionalista, que nasceu séculos atrás, chamado de deísmo. Esse pensamento reconhece a existência de Deus, e que ele é o único Deus, mas nega qualquer envolvimento dele com o universo. Para eles, Deus criou o mundo, mas não interfere nele. Deus é criador, mas não o sustentador do universo. O deísmo rejeita as Escrituras e a ação sobrenatural de Deus no mundo. Tome cuidado!

Por Rev. Ronaldo P. Mendes

4 Comentários

  1. No estoy de acuerdo. Quizá para nuestros antepasados primitivos la creencia en un ser superior fuera una cuestión natural. Cada pueblo ha creído en un dios o en muchos dioses. Los griegos o los escandinavos eran politeístas. Pero en la actualidad Dios no es nada sin un buen adoctrinamiento desde la más tierna infancia, porque dios ya no es necesario para explicar el origen del hombre o del universo. Hoy en día, el ateísmo es lo natural. Y esto no es una opinión, es una realidad.

    Los n´ños que hoy día no son educados en una religión concreta son niños sin creencias sobrenaturales. Así que no es cierto que la fe en Dios es natural por naturaleza.

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*