COMPROMISSO CRISTÃO

“Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus. “(1Coríntios 10.31).

Deus nos chamou para realizarmos funções específicas no seu reino. Mas até onde vai o Seu reino? A Bíblia diz que: “Deus reina sobre as nações; Deus se assenta no seu santo trono.” (Sl 47.8). O reino de Deus não se limita à igreja, assim o nosso serviço a Ele também não se limita à igreja. O nosso compromisso cristão é muito mais amplo. Como crente em Jesus Cristo:

      1) O meu compromisso é com  Deus (Gn 17.1; Ef 5.1-2)       

Quando Deus reafirmou Sua aliança com Abraão, o Senhor também o advertiu quanto ao seu compromisso: “… anda na minha presença e sê perfeito”(Gn 17. 1a) – Esta frase denota serviço devido a um rei. Até os reis de Israel recebiam esta ordem (1Rs 9.4; 2Rs 20.3). “Sê perfeito” (v.1b) –  A palavra “perfeito” pode ser traduzida por “integridade”,”sem culpa”. Assim denota uma ideia de retidão e justiça. O que Deus queria de Abraão é que ele andasse com justiça e santidade diante de Seus olhos. Alguns estudiosos traduzem essa palavra por “inocente”, assim como uma criança. Ou seja, totalmente dependente da ação do Pai.

Esse compromisso significa sermos “imitadores de Deus (Ef 5.1-2)  – como filhos amados. Conforme o apóstolo Paulo devemos andar:

Em amor (v.2) – Pedro escreveu: “Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente,”(1Pe 1.22). Amar o próximo não é uma opção é a forma de evidenciarmos o amor de Deus em nós: “Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê.” (1Jo 4.20).

O Exemplo desse amor (v.2b) – Jesus (cf Gl 1.4). Se imitarmos o amor de Jesus, seremos perfeitos aos olhos de Deus.

Devo ser santo não só porque o pastor disse que eu tenho que ser, ou porque sou um religioso. O meu compromisso é com Deus, o Senhor, a quem eu sirvo.

Porém não se limita a isso, como crente no Senhor:

2) O meu compromisso é com a igreja de Cristo (1CO 12.12, 27-31)

Somos um corpo (1CO 12.12; Ef.2.19) – Em um corpo, todos os membros devem fazer sua parte. Se os rins pararem, com certeza irão prejudicar o corpo, se o pulmão parar, com certeza também vai afetar todo o corpo. E se o coração parar? Pois é somos um corpo, se pararmos, sofreremos as consequências. Somos a família de Deus (Ef 2.19) – Uma família desestruturada não cresce, assim é com a igreja onde os membros não têm compromisso.

Devemos crescer com os dons que recebemos para que haja edificação na igreja (cf 1Cor 14.12) – Os dons e talentos foram dados por Deus (Tg 1.17). Com eles edificamos uns aos outros e nos tornamos bênção para o mundo e glorificamos a Deus (cf Mt. 5.16)

Além disso, a oração também é parte do compromisso (Tg 5.16)  – A oração não deve ser egoísta (cf Lc 18.10-12), mas altruísta. Nós não devemos buscar somente o nosso bem, nós temos compromisso com nossos irmãos (Tg 5.16).

Outro compromisso com o corpo é o de respeitar a liderança instituída por Deus (1Tss 5.12) – Aqueles que fizeram sua pública profissão de fé disseram sim a pergunta: “Prometeis… que como membros desta igreja, vos submeteis à sua disciplina e as autoridades nela constituídas para seu ensino e governo?” . Veja o que diz o autor aos Hebreus: “Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos pregaram a palavra de Deus; e, considerando atentamente o fim da sua vida, imitai a fé que tiveram.” (Hb 13.7). Desde que esta liderança se mantenha firme nos ensinos das Escrituras, você precisa manter seu compromisso com a igreja em respeitar a liderança nela instituída.

Qual o seu compromisso com a igreja de Cristo? Muitos pensam que podem viver um evangelho contrário ao das Escrituras. Um cristianismo egoísta de quatro paredes, longe do compromisso com a igreja do Senhor. Somos o corpo de Cristo, devemos então, trabalhar unidos, “lutando juntos pela fé evangélica” (Fp 1.27).

Por fim, como crente no Senhor:

3)  O meu compromisso é com o mundo sem Deus (Lv 19.18)

Amar o próximo “… amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o SENHOR.” (Lv 19.18) – Jesus disse ainda: “… amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem;” (Mt 5.44). Ele vai além, o amor não é só para aqueles que são seus amigos, mas para os que te odeiam. Jesus em agonia na cruz orou pedindo a Deus para os que o tinham crucificado: “… Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.” (Lc 23.34). E esse amor Paulo diz: “O amor seja sem hipocrisia” (Rm 12.9). A pior coisa na vida do cristão é fingir que ama alguém!

Compromisso de viver em paz com todos (Rm 12.18) – “se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens; não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor.”

Compromisso de evangelização – “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” (Mc 16.15). – Paulo tinha tanto desejo de evangelizar que disse: “Fiz-me fraco para com os fracos, com o fim de ganhar os fracos. Fiz-me tudo para com todos, com o fim de, por todos os modos, salvar alguns. Tudo faço por causa do evangelho, com o fim de me tornar cooperador com ele.” (1Cor 9.22-23).

Sabemos que tudo é para a glória de Deus, pois “… dele, e para ele são todas as coisas.”(Rm 11.36). Assim também deve ser o nosso compromisso com o próximo, amar, viver em paz e evangelizar, visando sempre a glória do Senhor.

            Que sejamos cristãos compromissados com Deus, Sua igreja, e com o amor ao próximo. Amém!

Por Rev. Ronaldo P. Mendes

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*